Inspire-se em George Soros para começar a investir

No Comments

Se você está começando agora no mundo dos investimentos, recomendo que você busque por conhecimentos e inspirações dentro desse mercado. É muito importante que você saiba que para ser um grande investidor de sucesso, é preciso que você estude muito e consiga lidar com a instabilidade dessa área. Até o final do texto, também vamos te ensinar a investir na bolsa de valores começando do zero.

 

Por falar em inspiração, no texto de hoje, vou falar sobre um investidor que está sempre no centro das atenções do mercado de ações. O nome dele é George Soros, que tem sua fortuna avaliada em 24,2 bilhões de dólares, segundo a revista Forbes. Mas se você pensa que sua fama vem por conta dessa poderosa fortuna, está enganado. Soros tem uma grande fama por ter um perfil excêntrico e instigante.

 

Ele se graduou na London School Of Economics e em 1956 ele se mudou para os Estados Unidos e passou a viver por lá. E foi a partir daí que Soros começou a sua carreira como investidor e até hoje vive disso. George é consagrado um dos melhores e maiores investidores do mundo.

 

Toda essa sua historia e trajetória é refletida no modo em que George Soros usa para fazer seus investimentos. Ele sempre foi muito ousado, pois não tem medos de riscos, como muita gente tem e, é, normalmente, muito certeiro. Se você se identifica com Soros, continue lendo esse texto. Se você ainda não se identificou, não se preocupe, tenho certeza que no decorrer do texto, terá alguma coisa ou outra que você irá se identificar.

 

Tem uma coisa que Soros sempre bate na tecla e que eu também sempre vou falar várias vezes, que é sobre estudar o mercado. É muito importante que você saiba que escolher as melhores aplicações e acompanhar a evolução dos investimentos não é uma tarefa extremamente divertida, até porque, se for divertido, com certeza você está fazendo alguma coisa errada.

 

Por conta do mercado instável, Soros é um muito frio e calculista no quesito investimentos. Isso acontece para evitar que os sentimentos desnorteiem e distorçam seus resultados como investidor. É simples: quando você age de forma racional, nesse mercado, você passa a enxergar com mais clareza os riscos aos quais você pode passar naquele momento. Mas também é importante que você não deixe que seu otimismo em grande quantidade te deixe arriscar mais do que deveria.

 

Por isso que vale pensar duas vezes quando bater na sua porta aquele investimento que é considerado monótono, mas que podem te trazer retornos mais consistentes e firmes. Sem duvidas, é melhor fazer isso do que investir naquela ação que te obriga a tomar muitas decisões todos os dias e está sempre escondendo alguma surpresinha por trás.

 

Bom, o que temos em mente aqui, é que não há nada de errado em arriscar, desde que você não arrisque tudo que você tem. Isso é uma das coisas que Soros afirma e segue à risca. Na verdade, ele é quase a personificação da frase “quem arrisca, não petisca”, já que ele já acumulou uma boa parte de seu dinheiro, com operações que são bastante ousadas e arriscadas. Nada surpreendente para o perfil de Soros.

 

Mas também é certo dizer que ele se arrisca sem “viajar” muito, ou seja, sem tirar os seus pés do chão. Por conta disso, Soros, assim como qualquer outro investidor experiente no mercado, sempre busca modificar os seus investimentos, para que no momento em que um planejamento estiver completamente errado, existirão outros investimentos que poderão suavizar as perdas.

 

Esse mercado de ações, é um mercado que está constantemente em um estado de incerteza e movimento. É por essa e por outras razões, que você sempre deve estar estudando e conhecendo o mercado de ações. Vale lembrar que isso não é uma tarefa fácil, mas nada cai do céu, principalmente numa área tão instável quanto essa. Apenas se esforce e dedique, que tudo fluirá naturalmente.

 

Como Soros é muito conhecido por ter um perfil um pouco violento de investimento e por remar contra a maré, George também é conhecido por ter criado a teoria da reflexividade. Com certeza, se você estiver começando agora no mundo dos investimentos, você já ouviu falar sobre essa teoria mesmo que seja apenas uma vez na vida. Mas continue lendo, pois ela é importante para quem vive nesse mercado.

 

A teoria da reflexividade nada mais é do que quando os mercados se afastam do equilíbrio, como em um movimento de alta brusca e as próprias atitudes dos participantes contribuem para que esse equilíbrio seja perpetuado, assim como um reflexo. George Soros tenta identificar esses movimentos de desequilíbrio e a capacidade que eles têm de se retroalimentar. Assim, Soros acaba seguindo uma tendência, por mais que elas contrariem as teses científicas e fundamentos, porque segundo a teoria da reflexividade, a própria tendência altera fundamentos e leva a lógica a falhar.

 

Não há dúvidas de que esse planejamento pode ser algo bem complicado, pois não é uma tarefa fácil analisar a capacidade de uma determinada tendência a se perpetuar. Porém, isso nos traz um alerta muito importante: existem tendências no mercado que nem sempre são razoáveis. É essencial que você raciocine bastante antes de entrar no investimento que todos os seus amigos estão comentando. Bato na tecla e repito: estude todo e qualquer investimento antes de sair investindo por aí. É o seu dinheiro quer está em risco, não é o de mais ninguém. Estude.

 

Soros também admite que, mesmo tendo criado a teoria da reflexividade, havia alguns momentos durante a sua carreira em que ele não tinha nenhum processo reflexivo em andamento e que, em outras vezes, ele fracassava em achar esse processo reflexivo.  Soros afirma que freqüentemente investia sem ter uma teoria que guiasse as suas decisões e que muitas vezes, seus movimentos não eram muito diferentes de quem investia  aleatoriamente.

 

Isso é um passo de Soros que você não deve se inspirar. Faça exatamente ao contrário. Não deixe que o “destino” cuide das coisas no seu lugar. A principal lição disso tudo, é saber que o mercado de ações é completamente imprevisível. Tanto para se dar conta de que sua aposta pode estar errada, quanto para entender que é preciso evitar certas coisas e não concentrar todos os seus investimentos em apenas uma aplicação. Esse é um aprendizado muito importante.

 

Saber que está errado também é um dos pontos principais. Reconheça seus erros no mercado. Se o planejamento que você criou não estiver dando certo, não se preocupe, só não dobre a sua aposta, pois pode ser um erro fatal. Saiba que o investidor nunca deverá ter vergonha de vender uma ação por um valor menor ao que ele pagou na época. Já que é mais arriscado investir em investimento que já não está muito bom, pois pode ser mais doloroso no bolso, do que o reconhecimento de que sua estratégia anterior falhou.

 

Se você ainda não é investidor, mas quer saber como começar a investir na bolsa de valores, fique ligado nesse texto para entender como funciona o mercado de ações, os riscos e o que é de fato tudo isso. Só não se esqueça que a bolsa de valores é um meio para alcançar seus objetivos e não um fim.

 

Ao contrário do que você pensa, investir na bolsa de valores é algo extremamente prático. Mas antes de eu explicar como investir na bolsa de valores, acho importante e interessante saber o que é a bolsa de valores, porque ela existe e quais são as melhores formas de investimento.

Bom, a bolsa de valores é basicamente um mercado online, onde as empresas e os investidores se encontram para negociar as ações. Na bolsa de valores, podem ser negociados ações de empresas dos mais diversos setores, como de saúde, bancário, de consumo e assim por diante.

 

E por que existe a bolsa de valores? Na verdade, a bolsa de valores surgiu como um meio para as empresas captarem dinheiro e recursos, para investirem em si mesmas. Parece complexo mais não é. Sendo mais clara: as empresas vendem um pedacinho delas para pessoas ou empresas, em troca do dinheiro delas.

 

No final de tudo, essas pessoas ganham uma participação na empresa, o que dá direito a elas receber parte dos lucros que essas empresas ganham e até mesmo outros direitos também. Já as empresas conseguem captar um dinheiro a mais, com um preço mais barato do que conseguiriam no banco, por exemplo. Ou seja, todo mundo sai ganhando nessa história.

 

Uma das maiores vantagens que tem na bolsa de valores para os investidores, é que provavelmente, teríamos pouquíssimas chances de investir em grandes empresas. A bolsa de valores é como se fosse um facilitador para que possamos fazer essas transações.

 

Agora mudamos o foco: o que são as famosas ações? Falei à beça aqui no texto sobre as ações, mas ainda é fato não consegui explicar realmente o que elas são. As ações são pequenos pedaços de uma empresa. É como se essa empresa fosse dividida em mil pedaços. Ou seja, podemos afirmar que uma empresa é um conjunto de ações.

 

Quando você compra um desses mil pedaços que a empresa tem, você consequentemente se torna sócio dela. E sendo sócio, você tem direito aos lucros que essa empresa ganha e em alguns casos, tem até direito de voto na assembleia, por exemplo.

 

Agora você me pergunta: por que eu devo começa a investir na bolsa de valores? A resposta é simples. Porque a bolsa de valores mostra resultados muito bons em longo prazo. Ressaltando: longo prazo. Não ache que se você começar a investir hoje, amanhã você já estará com 1 milhão de reais na sua conta.

 

Infelizmente, aqui no Brasil, ainda não temos essa cultura de investir na bolsa de valores, por ser considerado um investimento de alto risco para os investidores. Mas como falei anteriormente, tem uma coisa que as pessoas não levam em consideração, que o risco está bastante associado com o prazo.

 

Outra coisa interessante para ressaltar, é que não precisa de um valor mínimo para começar a investir na bolsa de valores. Ou seja, se você tem um dinheirinho guardado, mesmo que seja pouco, você já pode investir, pois não existe um capital mínimo para isso.

Eu recomendo que, quem possui um valor baixo, como por exemplo R$1.000,00, comece a

investir em fundos. Assim, os seus custos não serão tão altos e isso não irá estragar a sua

rentabilidade. E se você for fazer aportes mensais baixos, também recomendo que comece

investindo em fundos.

 

Existem alguns meios para começar a investir na bolsa de valores. Um deles é investindo diretamente na bolsa. Os outros são por meio de fundos, como acabei de falar agora, e por meio de clubes. Vale ressaltar também que é possível fazer o seu investimento pela internet.

 

Pois é. Não se assuste. Com a tecnologia que temos hoje, não poderia ser diferente. Você pode estar em qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, investindo o seu dinheiro em alguma ação. Sensacional, né? Você pode ser um investidor de sucesso morando em outro país, por exemplo.

 

Se você não sabe o que fazer para dar início a sua vida no mundo dos investimentos, fique tranquilo que a gente vai te explicar. Primeiramente, você vai ter que abrir uma conta numa corretora de valores para você transferir o dinheiro da sua conta corrente para ela, pois é através dela que você vai fazer seus investimentos. Quando o dinheiro for transferido e cair na conta da corretora, você já pode começar a operar, vender, comprar ações. Essas transações normalmente são feitas pela internet, inclusive quando você quer comprar fundos ou até mesmo cotas de clube, e isso agiliza muito esse processo para o investidor. Mas tenha calma. É muito importante que você saiba exatamente o que está fazendo, antes de começar a investir por aí.

 

Agora que você já sabe como fazer para investir na bolsa de valores, comece a pesquisar uma corretora de confiança para já abrir a sua conta. Lembre-se de que não é preciso de um valor mínimo para começar a investir, ou seja, não tem mais desculpas. Se inspire no Soros, por exemplo, e não deixe de estudar e conhecer esse mercado que pode te tornar um investidor de muito sucesso.c

Investimentos – o que eu devo saber sobre isso para investir certo?

No Comments

Hoje em dia vivemos um momento de extrema instabilidade financeira no país. Os preços dos bens de consumo sobem cada vez mais, pessoas são demitidas diariamente, lugares fecham as portas por não terem mais como se sustentarem. Por conta disso, é necessário que nos respaldemos de alguma forma para garantir que teremos um fundo para nos manter caso algo aconteça conosco. Indicarei aqui dois tipos de Investimentos que podem ser muito rentáveis e te darão uma segurança que é mais do que necessária nos dias atuais.

O primeiro tipo de investimento que indicarei aqui é o investimento na bolsa de valores. Esse é um investimento que precisa primeiramente ser desmistificado. É comum acharmos que ao investirmos na bolsa ficaremos ricos imediatamente. Porém, não é bem assim. Esse é um investimento a longo prazo e que deve ser feito com muita cautela, calma e paciência.

Então, vamos entender primeiramente o que é a bolsa de valores. Ela nada mais é do que uma espécie de mercado online. Em que os investidores se encontram para negociar uns com os outros as ações de determinadas empresas. Elas podem ser de vários tipos, como por exemplo, bancário, de consumo, de saúde, entre vários outros.

Agora que já sabemos bem o que é a bolsa de valores, precisamos entender o porquê delas existirem. Elas servem para que as empresas terem um meio de captação de recurso financeiro para usar como investimento nelas mesmas. A partir disso, elas abrem capital, ou seja, deixam parte delas disponíveis para compra e venda na bolsa de valores. Assim, pessoas físicas ou jurídicas podem adquiri-las e assim, se tornarem também um pouco donos dessa empresa. Com isso, o investidor que adquire essas ações, tem participação nos lucros desta empresa de acordo com a quantidade de ações que possui. Essa prática é rentável também para as empresas, pois, tem um custo mais baixo do que em empréstimos em bancos, por exemplo.

Explicando melhor o que são as ações, é necessário pensarmos nas empresas como parte de um todo. 100% dela são dividias em ações e cada uma dessas partes ficam disponíveis para possíveis investidores comprarem. Caso essas ações forem se valorizando o investidor tem a opção de vende-las ou esperar valorizarem mais para vender lá na frente. Ao vender essas ações o investidor também ganha um bom dinheiro e pode assim, investir em outra empresa até de outro ramo.

Como eu citei acima, investir na bolsa é algo que te trará lucro a longo prazo e é algo muito rentável. E para alcançar esse sucesso que se espera, é necessário buscar as informações mais precisas possíveis, fazer mesmo um estudo de mercado. E é mais simples que se parece. Não existe um valor mínimo para iniciar o investimento. Então, tendo um dinheiro sobrando, faça ele se multiplicar e busque ações segurar para investir. E um ponto muito importante para saber, você pode investir online, de onde você estiver! Tendo o seu login e senha, você acessa as informações da bolsa de valores de qualquer lugar para fazer as transações.

Para iniciar o investimento, você precisa primeiramente ter uma conta em um banco de sua confiança e preferência. A partir disso, você procura uma corretora e abre uma outra conta por lá. Essas duas contas servirão para você fazer transações de uma para a outra. É necessário que ambas sejam cadastradas no mesmo número de CPF para garantir a segurança do seu investimento.

A partir daí, o segundo passo é a realização da transferência do dinheiro entre a conta do banco para a conta da corretora. Você faz uma transferência DOC ou TED de uma conta para a outra. Quando o dinheiro cair na conta da corretora, você pode mesmo iniciar o investimento e fazer a compra das ações através do dinheiro que está na conta da corretora. Qualquer dúvida entre essas transações consulte seu gerente ou o corretor, eles poderão te auxiliar nesses esclarecimentos.

Mas para fazermos qualquer tipo de investimento é necessário compreender todos os riscos que podemos correr. Neste caso, existem dois mais relevantes. O primeiro é o risco de liquidez que acontece quando você não consegue vender os seus ativos caso adquira ações de empresas que são pouco negociadas. O segundo exemplo, é muito comum, que é a desvalorização. Acontece de quando você compra uma ação ela está bastante valorizada e de repente por qualquer motivo, ela desvaloriza e cai bruscamente o seu valor. Nesses dois casos, você pode perder bastante dinheiro. Por isso, cada compra que for fazer, deve ser muito bem pensada.

Ao optarmos por investir na bolsa de valores como uma opção de renda fixa para você e sua família, é preciso ter bastante cautela e paciência. Atitudes precipitadas ou por impulso não são indicadas nesse caso e podem até serem grandes vilões para o investidor da bolsa. Ser afobado e ansioso só vai atrapalhar e te fazer colocar os pés pelas mãos. Caso seja necessário, procure uma ajuda psicológica ou médica para te auxiliar a controlar os impulsos e tomar decisões de forma mais centrada.

Por conta disso tudo, é necessário que seja criado um plano de estratégias específicas, onde você vai saber exatamente onde e quando investir. Entender o momento certo para isso, é fundamental. Como eu disse, você não ficará rico da noite para o dia. É preciso ter tempo para que isso aconteça, por conta disso, é algo a ser realizado a longo prazo. Com paciência, calma, perseverança e inteligência o objetivo será alcançado e você poderá ter um conforto da certeza de ter uma renda fixa. É preciso também que você estude um pouco sobre o mercado financeiro. Você pode até não se tornar um expert no assunto. Mas é preciso ter algum tipo de conhecimento para que não perca dinheiro ao invés de ganhar.

Outro mito que precisamos de uma vez por todas quebrar é de que investir na bolsa de valors se trata de algo bastante complicado. E não é bem assim. Quando falamos em mercado financeiro, podemos nos assustar com muitos números e equações totalmente complicadas e até confusas. Porém, tenha calma. Para se tornar um investidor, você não precisa ser formado academicamente em algum curso relacionado a economia. Apenas buscando informações precisas com fontes confiáveis, você passará de um leigo a um bom investidor e que toma decisões sensatas na compra e venda de ações. Unindo todas as dicas aqui citadas, com toda a certeza, se você escolher o investimento em ações da bolsa de valores como opção de investimento, você obterá sucesso. Essa é uma das formas mais rentáveis de investimento possível. E pensando a longo prazo, será possível chegar até a estabilidade que deseja.

Após entendermos sobre o investimento na bolsa de valores. Vamos passar para uma outra opção de investimento que pode ser muito rentável. O tesouro direto. Vamos entender então, o que é e como começar a fazer esse investimento.

Primeiramente é necessário possuir um número de CPF ativo e uma conta corrente em um banco de sua preferência. Após isso, é necessário fazer a escolha de uma instituição financeira que te auxiliará nessas transações com o Tesouro Direto. Assim, você procura saber sobre quais são as taxas de administração que elas cobram por isso. Depois que você decidir qual será a instituição que ficará a frente disso, é necessário realizar um cadastramento. Eles vão solicitar uma série de documentos para que você consiga abrir a sua conta. O Tesouro Direto é uma excelente opção de investimento já que você pode  iniciar o processo com apenas trinta reais. Vale muito a pena para quem está iniciando no mundo dos investimentos.

Agora que você já tem a sua conta, vai receber uma senha da BM&F Bovespa para fazer todas as consultas ao Tesouro Direto. Com essa senha, você terá acesso ao sistema que te levará ao campo onde pode fazer todas as compras e vendas e consultar seu saldo. Agora já pode iniciar o investimento! Porém, antes, não se esqueça de fazer uma pesquisa sobre qual o título que mais se encaixa no que você pretende nesse mundo de negócios e determinar também qual o seu objetivo inicial ao começar a investir. Na página do Tesouro Direto você pode contar com a ajuda de um orientador financeiro, ele fica lá disponível para tirar qualquer dúvida ou achar a solução indicada para algum eventual problema. Ele não está lá só pra isso, ele pode te ajudar também a entender o momento certo de comprar e vender seus títulos, porém, a decisão final é sua. Em função disso, é muito importante buscar muitas informações e estudar sobre o assunto. Fique sempre por dentro das notícias sobre o mundo dos investimentos. Com isso, você sempre saberá o que fazer e não fazer.

Há dois tipos de aplicação. E eles são: o investimento tradicional e o investimento programado. Explicando melhor oque são para entender e escolher qual modalidade mais combina com o seu perfil de investidor. No tradicional você compra e vende a qualquer momento, quando bem entender. Quando entender que o momento é propício, você segue com a operação. Logicamente, dentro do horário de funcionamento do programa. Você pode acessar a área de investimento pelo site do Tesouro Direto ou pela instituição financeira que escolheu.  Aí, você escolhe o título que deseja comprar observando quais estão disponíveis e decide assim se ele se encaixa a sua necessidade e preferência. O valor a ser pago pode ser ajustado de acordo com a quantidade de títulos que você for comprar ou pelo montante de valor que irá investir. Ao vender o título a operação será exatamente a mesma. Você pode vender os títulos todos os dias e a hora que achar boa e essa área fica no mesmo lugar onde você os compra.

A segunda opção que é o investimento programado, você tem a possibilidade de deixar agendada a sua compra e venda. Existe a reaplicação dos juros por semestre e terá disponível o valor que você pode resgatar quando o título – comprado ou vendido – estiver em sua data de vencimento. Com isso, você tem a oportunidade de organizar melhor o seu dinheiro. Caso você queira ficar só nas compras, você pode deixar já agendado durante o período que preferir sem precisar entrar e sair a toda hora do sistema. Já no caso das vendas, você deixa claro o dia que quer vender e a quantidade de títulos que quer. Porém, para isso, não deixe de consultar as taxas que será cobrado por utilizar a compra e venda programada.

Nesta modalidade de investimento, você pode também mandar o dinheiro que você recebeu no vencimento do título para uma nova aplicação. Você apenas precisa indicar quando a opção de compra e o novo título de deseja adquirir. Porém, você não precisa necessariamente investir todo o dinheiro que você ganhou. Pode usar apenas uma parte dele, você decide! É também importante esclarecer que, quando você faz um agendamento, você pode consulta-lo até um dia antes e fazer a alteração que achar melhor ou até mesmo cancelar esse agendamento. Ao realizar o cancelamento, você receberá instantaneamente um aviso através do seu e-mail. Este investimento programado estará sempre disponível de acordo com a disponibilidade da instituição financeira. Basta fazer a consulta do serviço entrando em contato com eles. Agora você já sabe também como investir no tesouro direto.

Neste momento você tem conhecimento de dois tipos de investimentos que podem te gerar rendas fixas bastante satisfatórias. Agora é escolher qual se adequa mais a quantidade de dinheiro que tem para investir e ao seu perfil financeiro. Tenha sempre calma, cautela e inteligência para fazer qualquer tipo de investimento, tendo em mente sempre os riscos que pode correr. Não perca tempo em escolher o que você prefere para investir. É necessário que tenhamos sempre uma opção viável e rentável de renda nos tempos que vivemos atualmente. Assim, podemos driblar de vez qualquer tipo de crise financeira que afeta nosso país e sua população. Faça como eu e procure o melhor investimento para você.

Categories: aprenda mais